Arquivo de rohloff

SHIMANO ALFINE 11

Posted in cycle to know with tags , , , , on 29 de Setembro de 2010 by Humberto

Este artigo marca uma nova abordagem do SC, onde vou comentar bicicletas ou componentes que me agradam e considero merecedores de relevo.

___________

Hoje trago um sistema de mudanças lançado recentemente pelo maior fabricante mundial de componentes para bicicleta, a japonesa Shimano. A gama de topo Alfine subiu um patamar ao incluir um cubo com 11 velocidade que, segundo a marca, oferece uma relação total superior a 400%.

As mudanças mais vulgares encontradas nas bicicletas são as de desviador. Não apenas porque são as mais comuns nas bicicletas de montanha e estrada, mas sobretudo porque são as mais baratas, além de oferecerem uma maior gama de velocidades. Hoje em dia são comuns 8 ou 9 carretos e 2 ou 3 pratos, ou seja, um total de 27 mudanças. Embora as coisas não sejam bem o que parecem, mas isso fica para outra volta.

Os sistemas internos, ou de cubo, são vulgares nas bicicletas de cidade, tendo na sua maioria apenas três ou cinco velocidades. São mais fiáveis, pois toda a mecânica está selada, não necessitando praticamente de manutenção e permitem a passagem de mudança com a bicicleta parada. Num semáforo, por exemplo, é possível reduzir e recomeçar a pedalar sem esforço à passagem a verde.

O novo cubo da Shimano tem mais três relações e passos mais curtos, entre os 13% e os 17%, o câmbio de mudança é suavizado ao longo duma gama mais larga, graças também ao redesenho da engrenagem que já não é lubrificada por massa, mas a óleo. O cubo Alfine 11 destina-se sobretudo a bicicletas de cidade, embora prometa bom desempenho fora de estrada. É um sistema totalmente compatível com os percursos dum commuter em Lisboa ou no Porto.

A gama Alfine ficava-se até há pouco pelas 8 velocidades, a rival SRAM oferece o excelente i-motion 9 e o rolls royce dos sistemas internos, da alemã Rohloff, estabeleceu o limite nas catorze com o Speedhub 500/14. Embora o preço da nova versão possa parecer alto -acima dos 400€- este sistema permite transformar uma bicicleta comum numa máquina moderna e eficaz, sem ser necessário trocar tudo. Para quem quiser começar do zero, já existem fabricantes a incluir o Alfine 11 nas suas gamas para 2011, em bicicletas por valores muito interessantes.

%d bloggers like this: