QUAL É O SEU INTERESSE?


O vendaval post-neoliberal que varre a Europa, acelera a destruição das características sociais e democráticas dos Estados. As economias mais fragilizadas de Portugal, da Grécia, da Irlanda e até da Espanha, sentem já os efeitos implacáveis do domínio do poder da alta finança, da especulação, dos Bancos. Assistimos diariamente ao anúncio de mais medidas que apenas aprofundam as receitas que nos encurralaram até aqui. Mais impostos sobre o trabalho e os bens vitais, privatizações e consequente diminuição das qualidade de serviços que ficam invariavelmente mais caros. Cortes radicais nas já deficitárias funções sociais do Estado, desinvestimento na área produtiva e injecções obscenas de capital na banca agiota e falida. Desemprego, recessão económica, exclusão social, retrocesso civilizacional.

Com o fim da 2ª Grande Guerra, com a afirmação dos movimentos sociais, sindicais, políticos, a assimilação por diversas formas da transformação nas novas sociedades do leste europeu, com a consciencialização da necessidade de maior humanização das sociedades, tomaram forma sistemas de protecção social, de saúde e educação, de transportes, habitação, de pesquisa cientifica. Generalizou-se a preocupação com as questões ambientais, de igualdade entre homens e mulheres, conquistaram direitos até então negados a largas minorias. Conquistas que afirmaram o velho continente como paradigma do avanço civilizacional. O Estado Social está a ser arruinado por poderes políticos que já nem precisam de ser eleitos.

É no espaço público que as pessoas protestam pelos seus direitos. O acesso ao espaço público é já por si um direito, exercido na praça Tahrir do Cairo ou na Praça do Comércio de Lisboa. Um estudo da Gehl Arquitects verificou que numa determinada rua de Nove Iorque caminhavam 97000 peões confinados a 30% do espaço disponível, enquanto 56000 motoristas dispunham dos “restantes” 70%. Outra análise diz-nos que em Chenai, India, 45% do movimento é a pé ou de bicicleta, no entanto o investimento em passeios e ciclóvias é apenas 3% do dinheiro gasto em infraestruturas. Por outro as estradas absorvem 39% do orçamento para servir apenas 23% das viagens diárias que são feitas de carro.

O Primeiro Ministro Inglês, David Cameron, revelou esta semana os planos em abrir a fundos de investimento chineses as estradas do reino. Nas vésperas do debate do orçamento, Cameron sugere que, a troco de melhoramentos e com o compromisso de diminuir o congestionamento, possa privatizar as trunk roads e as motoways, uma espécie de IPês e autoestradas. A oposição afirma que esta medida só vai aumentar o trânsito nas vias secundárias, diminuindo a segurança porque aumenta a movimento para além de incrementar as emissões. Que, como sucedeu com a privatização dos caminhos de ferro, o preço pago pelo passageiro aumentou bem como o custo para o contribuinte por via do contrato de concessão.

As escolhas, todas as escolhas, seja na Câmara de Lisboa, Nove Iorque ou Chenai; do Governo de Cameron ou dos amigos do Gaspar, as decisões são tomadas em função da respectiva visão que têm do futuro. São a aplicação prática da interpretação ideológica que defendem, embora nem sempre as assumam como tal. O caminho que a Europa percorreu nas últimas sete décadas é ensinamento bastante para sabermos que nunca há apenas uma escolha. O que há são interesses que se privilegiam. E há o interesse do peão e o interesse do condutor. Há o interesse do dono da estrada e o interesse de quem necessita de se deslocar. Há o interesse do banqueiro e o interesse do desempregado. Há o interesse da bicicleta e o interesse do barbosossauro. Qual é o seu interesse?

Anúncios

Uma resposta to “QUAL É O SEU INTERESSE?”

  1. Henrique Dias Says:

    Tens que propor ao patrão, um programa sobre bicicletas.
    Talvez na Radical.
    Vê-se que tens pensado sobre o assunto.
    Um abraço,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: