LOJA DE BAIRRO


Lançar a rede à procura de livros sobre a bicicleta nunca foi tão proveitoso. Se nos ficarmos pelas edições na língua inglesa já temos o que ler por muitos e bons dias, mas para os que mais idiomas dominarem as escolhas aumentam em proporção. A bicicleta tem na Europa uma história que começa no século XIX e pudemos partir na sua roda desde a grande Bretanha, atravessar a Mancha para a Bretanha continental e seguir por terras transalpinas que muitas páginas de história leremos com estórias de paixão e invenção.

À medida que a fabricação foi subjugando a manufactura também a bicicleta foi engolida na voragem da produção em massa, no entanto até aos anos 90 d0 século passado muitos dos camisola amarela coroados em Paris, lá chegaram montados em bicicletas feitas por artesãos europeus. Hoje restam poucos desses fabricantes, uma mão cheia de verdadeiros artífices, se bem que do outro lado do grande mar as bespoke cycles são um nicho de mercado revitalizador para quem como eu acha que nem tudo está perdido.

Mesmo quando se escolhe uma bicicleta fabricada na Tailândia, a experiência de comprar numa pequena loja é em tudo mais satisfatória que o impessoal e frio serviço prestado pelos grandes armazéns. E nem precisamos de falar só de decathlon ou sportzone, pois lojas mais pequenas há onde o serviço em tudo se aproxima das catedrais do consumo. Nem com esforço destingiríamos a aptidão de certos vendedores de bairro dos dos hipermercados tal a malga onde recrutam uns e outros.

Para quem passar a vida a subir a bicicleta acima da cabeça para a encavalitar no automóvel e ir ali dar umas pedaladas a Monsanto, levar a bicicleta à oficina de carro não deve ser grande transtorno mas para mim isso não é bem assim. E eu sou dos que foi a Vigo comprar duas bicicletas e outra mandei vir por correio, mais cinco Dahon importadas da Alemanha e, como sabem, recentemente uma relíquia encontrada nos arrabaldes londrinos. Vejam só o dinheirão que poupei em IVA!

Se não compro bicicletas no burgo as razões ficam entregues a questões de algibeira e de preferências por determinados modelos a quem os representantes nacionais não parecem dar muita relevância. Mas todas elas uma vez cá chegadas passaram pelas dedos de mecânicos em várias lojas. Muitas vezes descobri que o trabalho feito ficou aquém do esperado e nem vou aqui falar dos porquês, porque na maioria dos casos perderam um cliente.

Uma das maiores satisfações que se tira da bicicleta é nela tudo estar ao nosso alcance. Afinar os travões, as mudanças, reajustar o selim e o guiador, mudar uma câmara de ar ou instalar uma luz são tarefas que não exigem super dotes e perícias de cirurgião. Mas ter uma boa relação com a loja de bicicletas do bairro é meio caminho andado para uns bons momentos de conversa e a garantia duma bicicleta bem aprumada.

Por isto é que eu vos recomendo a Carcavelos Bike e os serviços do João Silva. E porque me dá jeito ter uma loja de bicicletas perto de casa e porque gosto de pessoas que se esforçam por fazer um bom serviço e que gostam de bicicletas antigas. Além disto tudo imagem também que na Carcavelos Bike podem pedir ao João para desenhar um quadro segundo as vossas necessidades, adaptado à anatomia de cada um e de acordo com o tipo de bicicleta que precisam. Tê-lo construído por medida e à mão no material à escolha. Podem mandar fazer uma custome made em Carcavelos!

Para vos ajudar a encontrar o caminho deixo aqui mais uma velha leitura não de fim de semana porque este podem-no ter sempre ao pé do pedal. Um livrinho que me veio parar às mãos há mais de um ano e que me tem ajudado a compreender a máquina que me anima.

Advertisements

Uma resposta to “LOJA DE BAIRRO”

  1. Boa tarde Humberto:
    Além de lhe dar os meus parabéns por esta obra prima relacionada com o pedalar que tanto gostamos, quero agradecer ter mencionado e explicado sobre a Carcavelos Bike o género de loja que é. Pois sinto na pele a pressão económica das mega lojas com mega capital. O lucro parece claramente ser mais importante que a qualidade de serviços, da atenção ao cliente, do aconselhamento com qualidade ao cliente. Bom, também quero dizer que mais importante é podermos pedalar como e onde gostamos, eu acho. Um grande abraço para si e para os leitores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: